COMO FAZER UMA TABELA NO EXCEL

Recurso FUNDAMENTAL para quem trabalha com intervalos no Excel

COMO FAZER UMA TABELA NO EXCEL

A partir da versão do Excel 2007 foi introduzido um recurso fantástico: a Tabela (não confunda com a tabela de dados, que é outra coisa – você pode entendê-la melhor aqui). Neste tutorial você aprenderá como fazer uma tabela no Excel.

Basicamente, se você utiliza intervalos (áreas) no Excel para os mais variados fins, quer seja para tabelas dinâmicas, quer seja apenas para filtrar os dados, então definitivamente utilizar o recurso de Tabelas irá melhorar sobremaneira sua produtividade, além de facilitar a criação de fórmulas e tabelas dinâmicas.

Basicamente, uma tabela é um intervalo que o Excel passa a considerar como uma coisa só. Ao invés de ler células individuais, como em um intervalo, o Excel parra a entender os dados de uma tabela na forma de um banco de dados, isto é, ele passa a visualizar as células como dados presentes em colunas.

Visualmente uma tabela é como esta abaixo:

Já um intervalo é assim:

Note que na tabela aparecem as setas similares às setas do filtro, e elas servem exatamente para a mesma coisa.

Antes de entrar nos detalhes dela, vamos saber como fazer uma tabela no Excel:

O pré-requisito é termos um intervalo, isto é, uma área na planilha que não tenha interrupções tanto em linhas quanto em colunas.

Se por acaso tivermos uma linha separando os dados e/ou uma coluna, a tabela será criada somente na área ATÉ esta interrupção (a não ser que você selecione tudo…).

Preferencialmente coloque seu intervalo começando na linha 1. Nela você terá o nome das colunas (cabeçalho).

Em seguida, posicione o cursor em alguma célula do intervalo e vá em INSERIR > TABELA:

A tela seguinte será:

Ela indicará o intervalo que será considerado (caso esteja errado, ajuste-o manualmente fazendo a seleção da área correta diretamente na planilha). Além disso, está marcada a opção “MINHA TABELA TEM CABEÇALHOS”. Isto transformará a 1ª linha da planilha nos títulos das colunas. Caso não seja marcada, o Excel irá inserir uma linha no topo com campos chamados Coluna1, Coluna2, etc.

Como comentado anteriormente, assegure que seus dados tenham os cabeçalhos na 1ª linha.

Depois de clicarmos em OK, ele irá converter nosso intervalo em uma Tabela (o estilo dela pode variar de planilha para planilha):

Com o cursor em alguma célula desta tabela aparecerá no canto superior direito um menu de formatação de tabela, chamado DESIGN (clique na imagem para ver maior):

Á direita, temos opções de design. Você pode escolher o que considerar melhor. Ele apenas irá aplicar uma formatação diferente em sua tabela.

Depois temos um grupo chamado “OPÇÕES DE ESTILO DE TABELA”:

Você pode marcar / desmarcar as opções de acordo com a necessidade.

De todas as opções, não demarque nem a “LINHA DE CABEÇALHO” e nem a opção “BOTÃO FILTRAR”. No 1º caso ele apaga os dados da 1[ linha e no 2º caso você não consegue mais filtrar os dados.

Depois temos um grupo chamado “DADOS DE TABELA EXTERNA”. Ele serve para você poder exportar os dados para o Sharepoint e/ou manipular dados que tenham sido importados de fontes externas (o que não é nosso caso, a tabela foi criada exatamente nesta planilha):

Mais á esquerda temos outro grupo, chamado “FERRAMENTAS”:

Resumir com Tabela dinâmica: você consegue analisar os dados de forma mais agrupada (se quiser aprender mais sobre Tabelas Dinâmicas, cadastre-se em nosso mini-curso gratuito).

Remover Duplicatass: permite que você remova dados duplicados em sua tabela.

Converter em intervalo: restaura sua tabela para intervalo

Inserir segmentação de dados: é um tipo de filtro visualmente mais interessante. Veja:

Se você selecionar, por exemplo, Região, o Excel criará um menu com as regiões. Ao clicar nelas, a tabela sera filtrada (deixe o CTRL pressionado para selecionar mais e um ítem). Veja:

Para limpar os filtros, clique no ícone indicado pela seta, e quando não quiser mais a segmentação, basta apagá-la.

O último grupo chama-se “PROPRIEDADES”:

Neste grupo você pode renomear a tabela, bastando para isto escrever sobre o nome anterior (você não pode suar espaço no nome).

É recomendável renomear para que tenhamos um nome mais amigável. Imagine uma planilha com 5 tabelas, nomeadas Tabela1, Tabela2, etc. Para saber o que é cada uma delas fica mais difícil do que ler TabelaVendas, TabelaDespesas, etc.

A opção redimensionar tabela serve para você acertar o tamanho ela. Normalmente você não precisa fazer isto, pois a tabela se ajusta automaticamente.

Depois de fazer uma tabela no Excel,  você irá manipulá-la normalmente.

Uma de suas vantagens é ser auto expansível, isto é, ao adicionar novos ítens (podendo ser linhas e/ou colunas), ela aumenta de tamanho de forma automática.

No exemplo abaixo inserimos uma nova coluna de nome PREÇO. Veja que agora a tabela está incluindo esta nova coluna:

Agora, o mais interessante é isto: ao adicionarmos uma nova fórmula, ela será copiada para todas as linhas. NO exemplo acima, vamos dividir a receita pelo volume para podermos calcular o preço unitário.

Basta irmos na célula F2 do nosso exemplo e digitarmos a fórmula. Note que ela é um pouco diferente da notação a qual estamos acostumados:

A leitura da fórmula é a seguinte: pegue, da coluna de nome RECEITA, o valor que estiver na mesma linha da fórmula, e divida pelo valor que estiver na mesma linha da fórmula da coluna VOLUME. O “@” indica a linha em que estivermos.

Depois de darmos OK, a tabela irá replicar a fórmula para o final:

Quando uma nova linha for inserida esta fórmula será automaticamente copiada.

E aí, prontx para fazer uma tabela no Excel? Comente sobre sua ‘nova’ experiência!

Licença Creative Commons

OUTROS ARTIGOS DE INTERESSE

Como calcular o VPL – Valor Presente Líquido

COMO CALCULAR O VPL O que é o VPL - Valor Presente Líquido Neste artigo você aprenderá a calcular o VPL. Valor Presente líquido é um dos cálculos mais comuns em finanças. Com ele podemos determinar valores de empresas, saber o valor de retorno de um projeto dentre...

ler mais

Função Valor Futuro (VF) no Excel

O QUE É E COMO UTILIZAR A FUNÇÃO VALOR FUTURO (VF) NO EXCEL A função valor futuro, como o próprio nome diz, calcula um determinado valor monetário em uma data futura, aplicando-se uma taxa de juros qualquer. Para fins de exemplo, imagine que você pretenda aplicar...

ler mais
Fabio Vianna
Siga-Me

Fabio Vianna

Modela planilhas deste 1994 e ministra treinamentos desde 1997.
Especialista em Modelagem Profissional de Planilhas, incluindo Dashboards no Excel.
Fabio Vianna
Siga-Me

Últimos posts por Fabio Vianna (exibir todos)