fbpx

FUNÇÃO SUM

#ABCdoDAX

Função SUM do PowerBI

A Função SUM é a função mais simples do PowerBI, já que ela basicamente soma os valores de determinada coluna.

Porém a compreensão dela vai além de sua sintaxe, pois é com ela que conseguimos entender o que significa contexto dentro do PowerBI.

Mais para frente detalharei essa questão do contexto.

Por enquanto, vamos aprender a usar a função SUM.

Quando você modelou as colunas deve ter notado que existe um campo chamado RESUMO e quando temos colunas numéricas ele escolhe uma opção de resumo chamado SOMA.

Essa é a chamada medida implícita, que é calculada diretamente pelo PowerBI. Se você sua Excel e faz tabelas dinâmicas, é quando você arrasta um campo para a área de valores e ele automaticamente soma (ou conta, dependendo do caso).

Ainda que ela possa ser utilizada nos relatórios, as medias implícitas são rudimentares e bastante simples. Qualquer cálculo diferente que você precise fazer não conseguirá com elas, por isso não as utilizo nessa série.

Então vamos para nossa medida.

Clique em PÁGINA INICIAL > NOVA MEDIDA:

Aparecerá uma barra de fórmulas. A estrutura de uma função DAX é NOME DA MEDIDA = SINTAXE DA MEDIDA. 

Vamos nomear nossa medida como Receita. Daí inserimos o sinal de igual e em seguida a função SUM. Depois abrimos os parênteses e ele mostrará as opções de tabelas e colunas. Vamos selecionar a coluna RECEITA TOTAL da tabela VENDAS e em seguida fechar parêntese:

Se tiver algum erro na fórmula ele mostrará uma mensagem. Abaixo veja se tivéssemos escrito o nome errado da função:

Ao criar uma medida ela aparecerá à direita junto da tabela que estava selecionada quando de sua criação (por enquanto não se preocupe com isso porque mais para a frente mostrarei como criar uma tabela só de medidas para facilitar sua organização).

Com a medida selecionada clique no menu FERRAMENTAS DE MEDIDA e você verá isto:

 

Para formatar escolha o formato base (moeda, em nosso caso) e no ícone de cifrão procure a moeda R$:

 

O ícone de vírgula que aparece na verdade é para que apareça o separador de milhares (se tivermos R$5 mil ele mostrará R$5.000). Ao lado digitamos sobre o Auto a quantidade de casas decimais que desejamos. No exemplo, será 0.

Agora vamos criar uma visualização simples para entender a função SUM. Vamos na área chamada VISUALIZAÇÕES e escolhemos a TABELA:

Daí clicamos no campo DESCRIÇÃO DO PRODUTO e RECEITA, para a nossa tabela aparecer:

A ordem em que colocamos os campos define a ordem em que veremos. Como temos DESCRIÇÃO DO PRODUTO e RECEITA, nossa tabela mostrará os ítens nessa ordem:

A importância do CONTEXTO.

Nos treinamentos que ministro esse é o ponto que mais “dá nó” na cabela das pessoas, especialmente naqueles que são usuários do Excel, o que na verdade deveria ser o contrário, já que o Excel trabalha assim também.

Na tabela acima estamos vendo uma lista de produtos e suas respectivas receitas. Por exemplo, o faturamento do Tomate foi R$5.458, da Rúcula R$5.329, etc.

Porém não criamos em nenhum momento uma medida chamada “Faturamento Tomate” e nem “Faturamento Rúcula”, somente uma medida chamada “Faturamento”.

Então como é que ela “sabe” que deve trazer o valor do Tomate na linha do Tomate e da Rúcula na linha da Rúcula?

Resposta óbvia: porque está na linha do Tomate e na linha da Rúcula.

Isso é o CONTEXTO. A medida básica está sujeita ao contexto em que ela se encontra, que é representado pela filtragem e dados de linhas / colunas.

Imagine esse cartão. Qual o contexto dele? Como já vimos o valor na tabela acima sabemos que é a Receita total de todos os produtos.

Abaixo temos somente R$46.837 porque alteramos o CONTEXTO filtrando os dados da família Frutas. Significa que a medida RECEITA aestá mostrando o contexto daquele filtro.

É importante sempre ter isso em mente porque se não dissermos DENTRO DA MEDIDA o contexto dela, ela estará sujeita ao contexto “externo”, baseado nos filtros e ítens presentes naquele visual.

Veremos algumas funções que envolvem contexto mais para a frente, mas por enquanto imagine que quiséssemos calcular o % do faturamento de cada produto em relação ao faturamento total.

A divisão precisa ser numerador e denominador. O numerador seria a nossa medida RECEITA. Mas e o donominador? Se for a mesma medida teremos o valor de 1, porque ela está influenciada por aquele contexto.

Nós deveríamos ter uma medida chamada “Receita de Todos os Produtos”, que não se alteraria para os produtos.

Abaixo vamos criar uma matriz com os dados de Produtos e de Gerente. Veja como ficaria:

Note que agora temos a medida RECEITA sendo influenciada por Gerente E Produto. Antes tínhamos R$5.458 de faturamento do tomate. Agora aém desse total temos R$2.453 que é o faturamento do Tomate vendido pelo João e R$3.005 representando o faturamento de Tomate vendido pelo José.

Por enquanto apenas pense sobre isto. Vamos ver algumas outras funções onde poderemos controlar o contexto dela.

Vamos criar uma nova medida, , QUANTIDADADE, e usaremos a mesma função SUM, só que usando a coluna de VOLUME DE VENDAS (e jká formataremos mara número inteiro, com separador de milhares e sem decimais).

Veja nossa tabela com Receita e Quantidade:

Organizando as medidas em uma tabela

Quando criamos medidas elas ficam localizadas na tabela onde estava nosso cursor. Se você possuir diversas tabelas pode ficar complicado achar todas as medidas.

Uma forma de organizá-las é criar uma tabela onde as medidas fiquem agrupadas, asism você saberá exatamente onde elas ficam.

Vamos em PÁGINA INICIAL > INSERIR DADOS:

 

A tela a seguir surgirá. Dê um duplo clique à direita do núero 1 e digite qualquer coisa (depois vamos apagar isso, é apenas para não dar erro na criação da tabela).

Depois embaixo dê um nome para ela (uso o sinal de _) para que ela sempre apaareça em primeiro lugar. Depois clque em CARREGAR:

À direita aparecerá isso:

Agoramo vamos em cada uma das medidas, em FERRAMENTAS DE MEDIDA e no ítem TABELA INICIAL vamos escolher essa nossa tabela:

Agora nossas medidas ficarão organizadas no mesmo lugar. Quando for criar uma nova já deixe o cursos nessa tbela, asism ela será inserida no lugar certo.

Depois vamos excluir aquela coluna, clique nela com o botão direito e escolha EXCLUIR:

Percebeu que a função SUM é bem simples, você só precisa lembrar SEMPRE de que as medidas funcionam dentro de um contexto!

E até a próxima função!

Licença Creative Commons

OUTROS ARTIGOS DE INTERESSE

função SUMX

função SUMX

Função SUMX A função SUMX é uma função faz uma soma, mas ao contrário da função SUM ela soma valores a partir da leitura de cada uma das linhas de uma determinada tabela. Depois que explicar vai ficar mais simples de entender 🙂 No exemplo a seguir queremos calcular o...

ler mais
função FILTER

função FILTER

Função FILTER A função FILTER filtra tabelas com base em determinados critérios e posteriormente as medias utilizam esse filtro. Quer dizer que essa função não funciona "sozinha", ela precisa de uma outra função. Normalmente a função CALCULATE ou as funções "X" a...

ler mais
função COALESCE

função COALESCE

Função COALESCE A Microsoft periodicamente atualiza o PowerBI não só com novos visuais mas também com novas funções. A função COALESCE é uma função recente, tendo sido lançada no 1º semestre de 2020. Basicamente é uma função condicional mas que avalia somente se...

ler mais
Fabio Vianna
Siga-Me
Nossas Redes Sociais
Facebook
Linkedin
Instagram
Youtube