Estava lendo o blog Storytelling with Data, e deparei-me com este artigo.

Na hora, lembrei-me de um exemplo que utilizo em meus treinamentos:

 

 

Particularmente sou fervoroso defensor de que a visualização em Dashboards seja feita, prioritariamente, através de gráficos.

É mais rápido o processamento da informação e você entrega a mensagem sem a necessidade do leitor ficar decifrando tabelas.

Talvez por isso faça o gráfico acima quase que de forma automática (aproveito para mostrar como DEVERIA SER um gráfico de pizza – mas esta é outra história).

Se pensarmos no data ink ratio, certamente estou usando mais tinta do que deveria, afinal minha mensagem é suficientemente clara para dispensar o uso do gráfico.

Poderíamos pensar em algo assim:

Veículos respondeu por 33,9% do faturamento de abr/2014

E ponto final.

De novo: a informação visual é mais rapidamente percebida pelas pessoas e não deve ser substituída por mensagens apenas (senão viraria um dashboard twitter – já vi alguém fazer algo assim…). Mas em casos objetivos como a de cima, por que não?

 

 

(postagem publicada originalmente no blog da Viewsion e agora movido para cá)
Viewsion

 

 

 

Comentários
Fabio Vianna
Siga-Me

Fabio Vianna

Modela planilhas deste 1994 e ministra treinamentos desde 1997.
Especialista em Modelagem Profissional de Planilhas, incluindo Dashboards no Excel.
Fabio Vianna
Siga-Me

Últimos posts por Fabio Vianna (exibir todos)

Receba nossa Agenda

Cadastre-se para receber nossa agenda de treinamentos.

Obrigado :)